Vivendo a Realidade Quântica


Você já se pegou chorando enquanto via um filme ou novela?

A gente se envolve com o drama e sente o sofrimento do personagem, como se fosse nosso. E quando você sonha que está com medo e acorda de repente e sente o seu corpo reagindo, como se o seu sonho fosse real?

O coração acelera, você se arrepia e a mente fica inquieta. A realidade é relativa e a prova disto é sentir o azedo na boca quando imagina chupar um limão. É tão simples e óbvio que deixamos de perceber como nossa realidade está sob nosso domínio.


Por que não lembramos das vidas passadas?


Uma dúvida que tanta gente traz sobre as reencarnações é o porquê de não lembrarmos naturalmente de nossas vidas passadas.
Será que ajudaria, em nossa vida atual, termos consciência de quem fomos no passado?
Tudo depende do quanto cada um está preparado ou não, pronto ou refratário a assumir e incorporar outra identidade em si.

Síndrome do Pânico X Mediunidade

 Desde a adolescência, sofri muito com a Síndrome do Pânico. 
Meu conhecimento sobre o tema, é fruto de minha experiência e  busca pela cura. 
Naquela ocasião, quase não se falava sobre o assunto. Havia pouca pesquisa e muito preconceito. Por isto,  tive grande dificuldade para encontrar informações  que me ajudassem a  compreender o que se passava comigo. Já faz mais de trinta anos que tudo começou e hoje posso afirmar que foi um caminho de estudos e aprendizado sobre a síndrome, as causas e o tratamento mais adequado. Entender a dinâmica que envolve não somente a síndrome do pânico, como também tantos outros transtornos psicológicos, que acometem cada vez mais pessoas, gerando desconforto, sofrimento e prejudicando a qualidade de vida.
Taquicardia, falta de ar, dor ou desconforto no peito, formigamento, tontura, tremores, náusea ou desconforto abdominal, embaçamento da visão, boca seca, dificuldade de engolir, sudorese, ondas de calor ou frio, sensação de irrealidade, despersonalização, sensação de iminência da morte.

10 SINTOMAS DE MEDIUNIDADE OSTENSIVA


Imagine agora que esteja confortavelmente em meio à natureza, sentado num local tranquilo, escutando o som dos pássaros, sentindo o sol acariciando sua pele, apreciando a deslumbrante paisagem de matizes variados. As sensações são tão agradáveis que você expressa em sua fisionomia a suavidade do momento, com um sorriso sereno. Inspirando profundamente, você solta um suspiro de agradecimento e cantarola uma canção que lhe toca o coração.

Os cinco sentidos nos colocam em contato com a vida terrena. Você está se comunicando com o ambiente e com todas as coisas. Seu corpo e sua mente sentem e reagem aos estímulos externos. Assim lhes servem seus cinco sentidos. Mas não é só isto que sentimos. Existe algo mais, um sexto sentido que nos leva além.

Normose, enfermidade que causa ansiedade, depressão e outros sintomas


Ser ou não ser normal é um julgamento, uma referência que se apoia em crenças e valores, que trazem uma noção de limite. Cada sociedade se apoia em determinadas regras de conduta e postura, diferentes, segundo sua cultura. Por exemplo, é normal, em nossa cultura, o consumo de carne bovina. Na Índia, o bovino é sagrado e perambula pelas ruas, com todo o respeito.
Diferenças culturais, religiosas e diferentes paradigmas. Cada qual defendendo a sua verdade.
O que é unânime, diz respeito à prisão sufocante que vivemos, em defesa das verdades relativas que carregamos e o quanto nos esforçamos para sermos considerados pessoas "normais", impondo-nos uma série de valores e regras de vida. Temos que assumir determinados comportamentos para sermos aceitos na sociedade.