CORPO E ESPÍRITO, INSTINTO E INTUIÇÃO



Somos ensinados a reprimir as expressões corporais e o nosso lado mais selvagem e instintivo, assim, como também, muitos negam sua essência espiritual, a intuição e o sexto sentido. Inibindo e estagnando as manifestações mais puras do corpo e do espírito.

O instinto animal é tão importante quanto a intuição espiritual. Estas duas redes de comunicação, assimilação e canalização energética, são como fios condutores que nos alimentam e nos mantêm saudáveis e integrados a nossa natureza terrena e espiritual.
A naturalidade das manifestações instintivas e intuitivas são muitas vezes desprezadas no excesso mental e em meio às exigências sociais. Assume-se papeis que não são condizentes com a verdade do ser, através de representações de personagens fictícios.

Há alguns dias, estava assistindo um filme que retratava a época das danças das cortes europeias, na Idade Média. Fiquei reparando a falta de espontaneidade, nos passos rígidos e automatizados. A coreografia artificial e sem graça, com trajes que escondiam o corpo, perucas e muita cafonice. A imposição da cultura do pecado do corpo, da culpa e do castigo em detrimento da comunhão entre corpo e espírito. Desde então, perdemos o contato com nossa alma.

À medida que o Homem foi se autodenominando civilizado tornou-se um esboço medíocre de vivacidade. Temos até hoje, enraizadas as lembranças desses tempos de engano. A sociedade e as religiões padronizaram e engessaram a criatividade e a livre expressão.


TRANSTORNOS PSICOLÓGICOS X MEDIUNIDADE


Quer saber qual a relação entre mediunidade e os transtornos psicológicos?
Assista a palestra com a terapeuta Nadya Prado.
Inscreva-se no canal do youtube:
https://www.youtube.com/channel/UCjhu_euWvAcd6pqJh_SC76A