Problemas Respiratórios - Naturopatia e Transpessoal

Resultado de imagem para rinite
RINITE ALÉRGICA


A Rinite Alérgica é uma doença autoimune em que o indivíduo acometido tem seu sistema imunológico reagindo de forma exagerada aos possíveis alérgenos.
Ele considera como invasão as substâncias inaladas e na tentativa de se defender provoca a inflamação das vias nasais.

Coriza,, espirros, coceira e até crises de asma podem surgir em decorrência do problema.
Metafisicamente falando, a alergia respiratória é uma reação emocional. A dificuldade de contato com o meio ambiente e os outros.

Para a cura é necessário trazer à tona e elaborar as questões emocionais do indivíduo alérgico.
O tratamento inclui a harmonização dos corpos sutis responsáveis pela formação do desequilíbrio, a recomendação de Florais de Bach, psicoterapia oriental, yogaterapia, acupuntura e orientação transpessoal.

Duas pessoas no mesmo ambiente, reagem de forma diferente aos mesmos estímulos.
A resposta imunológica é derivada do psiquismo  de cada um.

A psiconeuroimunologia é a ciência que estuda as relações entre os sistemas nervoso, endócrino e imunológico e a psique.
Faltou, ao conteúdo acima, apenas acrescentar a anatomia sutil do corpo vital, que ativa inicialmente esse sistema integrado.

O corpo vital funciona como uma matriz e seus desequilíbrios refletem no corpo físico.
Ele induz o acionamento dos sistemas nervoso e endócrino, conforme o padrão psicológico da pessoa.

Problemas familiares surgidos principalmente na infância e juventude são os maiores responsáveis por desencadear o processo alérgico. Claro que outras questões não devem ser descartadas e somente o acompanhamento terapêutico pode avaliar os detalhes.

Outro aspecto que deve ser considerado é sobre as vidas passadas.
Na TVP, Terapia de Vidas Passadas, podemos acessar circunstâncias que podem ter acarretado ao espírito seu problemas respiratório atual.

TRATAMENTO METAFÍSICO

10 sessões de 50 minutos cada via skype

O que é o amor?


Resultado de imagem para amor
Quando era adolescente eu achava que estava amando aquele garoto.

Meu corpo todo começava a tremer, quando chegava perto dele.

Taquicardia e falta de ar, uma sensação de iminente desmaio.

Mas, isto é amor ou uma crise de ansiedade?

 

Eu achava que não conseguiria viver sem ele.

Queria ele só para mim.

E quando eu o via com outra menina, ai que raiva e desespero!

Mas, isto é amor ou é apego?

 

Eu ficava o tempo todo ligando para ele, queria saber o que estava fazendo, com quem estava...

Eu perguntava pra ele o que estava pensando, quando ele se calava por alguns instantes.

Mas, isto é amor ou é controle?



Eu não conseguia mais me concentrar em outras coisas.

Não queria mais estar com ninguém que não fosse ele.

Eu nem comia direito, nem dormia bem.

E ele parecia que não se importava comigo.

Mas, isto é amor ou obsessão?

 

Um dia, fiquei sabendo que ele me traia com outra menina.

Fiquei sem chão...

Queria me matar, enlouqueci...

Mas, isto é amor ou autoestima baixa?

 

E o que é o amor?

 

Temos duas energias fundamentais que nos movem:

Amor e medo.

Se você sente medo não sente amor e vice-versa.

 

São energias contrárias, opostas e como água e óleo não se misturam.

 

O medo é uma emoção que nos envolve quando estamos sob o domínio do eu inferior, do ego.

O amor é um sentimento que nos embala quando estamos em comunhão com o eu superior e com o iluminado.

 

O amor é um sentimento de liberdade, de aceitação, de paz e união.

O amor não prende, não se apega, não cobra e não  julga.

O amor simplesmente é presença em comunhão com Deus e com a vida.

 

Quem diz que amar é sofrer, ainda não conhece o amor.

 

Então, tudo isso que eu sentia em minha adolescência era medo!

Sim, tinha medo porque ainda era insegura, dependente, necessitava que alguém me quisesse para que eu pudesse também me querer bem.

Não sabia que eu teria que aprender a me amar...

Como poderia amar alguém sem mesmo sentir amor por mim?

 

Não, eu só tinha medo...

Não queria perder, queria controlar tudo, como se com isso eu pudesse manter aquela relação.

Saí correndo e sofrendo e gritando quando descobri que as coisas não funcionavam assim...

E naquele momento de dor eu fui abraçada por alguém que me amava.

 

Senti uma imensa paz interior, aquecendo meu coração, meu corpo e minha alma.

Adormeci no silêncio do vazio e do Todo

Pude compreender o que é o amor.

Amadureci, tomei meu espaço na vida e segui meu caminho.

 

Quem sou eu?

Eu sou o que sou.

Eu sou um anjo, um demônio,

Às vezes sinto amor, outras vezes sinto medo...

 

Quando sinto medo sei que é meu eu criança, emocional, animalizado, que precisa de um abraço.

E aí eu fecho os olhos e me conecto com o abraço do Amor

E o que é o amor?

Eu diria:

-Quem é o Amor?

Sim, o Amor com letra maiúscula!

Ele é inominável e não pode ser explicado, é o Tao...

Seja Amor!
 

Para Orientação e Terapia Transpessoal infromações e valores enive e-mail para: nadyaprado@uol.com.br

Para saber mais sobre Transpessoal e Nadya Prado: http://www.psicologiaespiritualista.blogspot.com.br

Curta a página oficial de Nadya Prado no facebook: http://www.facebook.com.br/nadya.r.s.prado