ESQUIZOFRENIA


Podemos comparar a mente humana ao universo. Ela é tão pouco explorada pelo homem quanto o universo também.

Se entendermos o ser humano como um microcosmo, podemos perceber o pouco que conhecemos de nós mesmos.

A medicina é muito útil para tratar o corpo físico, mas pouco sabe das coisas imponderáveis e impalpáveis.

Quais são os limites que separam a sanidade mental da loucura?

Como tratar das coisas da mente com remédios da matéria?

O corpo físico é apenas o conjunto resultante do confronto entre mente e coração.

A mente carrega a potencialidade de conquistar e transpor todas as fronteiras, como uma nave espacial dirigida pelo coração.

De onde vêm os pensamentos, as ideias, as crenças?

Vem dos olhos, dos ouvidos, do tato, do cheiro, do gosto ou das interpretações das sensações, dos sentimentos, das vivências e relacionamentos?

Quem é responsável pela liberação de endorfinas e outros hormônios que controlam os humores?

Por que o doce que adoça a vida de um, não faz falta à vida de outro?

Ouvir vozes, ver pessoas que outros não veem, sentir-se desconectado da Terra é loucura ou é expansão da consciência?

Ultrapassar limites é loucura?

Imaginação que vai além da normalidade é dom artístico ou é esquizofrênico?

 

 

Qual a diferença entre esquizofrenia e mediunidade?

 

Axé meus filhos!

Axé a todos vocês!

Axé pra que tudo e todos sejam felizes!

Mis fio, tudo pode se chama de preconceito...

Todos nóis pode sofre preconceito...

Tudo que se faz diferente e sai das cercas dos currais é considerado errado e tem que ser mutilado.

Esse é o mundo que vocês vivem.

É meus filhos, o preconceito é filho do orgulho e da falta de aceitação.

É difícil pros filhos aceitarem que não são tão bons assim como querem ser.

É difícil compreender que os que pensam diferente podem ser melhores.

Mas vamos entender o que se passa com esses irmãozinhos que por um infortúnio de suas condutas hoje sofrem por se dizerem esquizofrênicos.

Na maioria dos casos, esses filhos foram num passado anterior pessoas sem escrúpulos e se venderam por dinheiro. Eles maltrataram outros filhos e foram de um egoísmo tão exacerbado que só viam a si mesmos.

Então fizeram inimizade com muitos que foram prejudicados por eles, e hoje sofrem as consequências de seus atos.

Os filhos, hoje, são assediados por aqueles que não perdoaram seus erros e que querem se vingar do passado que sofreram. Então eles estão tão grudados uns nos outros que esse filho não sabe mais quem é. Ele ouve os seus inimigos ele os sente, ele vê. Se não for a um centro espírita e não fizer um tratamento sério, isso só vai piorar. E têm também os filhos que são médiuns de prova e que têm que desenvolver sua mediunidade para trabalhar, eles também podem ser taxados de esquizofrênicos.

Filhos, o preconceito é egoísmo, é achar que só você tá certo e que todos os outros que são diferentes são porcaria. O preconceito é sinal de escuridão espiritual.

Abram seus corações sempre, acolham as diferenças, enxerguem além das vistas. Ouçam além das orelhas, sintam além das mãos.

O verdadeiro cristão não persegue a ninguém, não julga, não faz justiça.  

Mas se ainda tiverem dúvida e perguntarem se esses problemas não podem ser genéticos e de origem física, nós responderemos prontamente:

- Entendam de uma vez por todas que qualquer problema físico tem sua origem no confronto de mente e coração.

A mente é a razão e o coração é a consciência.

O Homem é um espírito encarnado que está dando seus primeiros passos rumo ao entendimento de que a matéria é apenas o envoltório que lhe serve ao aprimoramento e crescimento que representa a união de mente e coração.

Naná, Shan e Nadya Prem